Rotary e Rotaract Club de Parede-Carcavelos
Juntam esforços para ajudar a comunidade local

Candidatura a projetos de apoio da Fundação Rotária Portuguesa

“Notícias” prossegue a divulgação de projetos enquadrados no âmbito do novo regulamento de candidatura a projetos de apoio da Fundação Rotária Portuguesa. Neste sentido, falámos com Diogo Sá Almeida, past-presidente do Rotaract Club de Parede-Carcavelos e responsável por acompanhar a realização do projeto “Apoiar os Bombeiros Voluntários da Parede na criação de uma sala de apoio de enfermagem” que está a ser implementado pelo Rotaract e pelo Rotary Club de Parede-Carcavelos (que teve como presidente no ano rotário 2014-2015, José Braga Gonçalves). O projeto visa a implementação de uma sala de cuidados de saúde nas instalações da corporação de bombeiros, de forma a poder satisfazer as solicitações da população local na área dos cuidados da saúde. O projeto da que será chamada “Sala de Enfermagem Paul Harris” está em desenvolvimento, e numa fase de angariação de fundos que possibilitem a conclusão do equipamento. O projeto enquadra-se na ênfase “Promoção da Saúde”.

Notícias (N.) – A educação e a saúde tem sido uma prioridade do Rotary Clube Paredes-Carcavelos e do Rotaract?
Diogo Sá Almeida (D.S.A.)Todas as áreas de apoio à comunidade são de igual importância para o Rotaract Club Parede-Carcavelos. A saúde tem agora destaque devido à oportunidade de podermos fazer este projeto sustentável e tripartido (Rotaract/Bombeiros/Humanize).
N. – Atualmente têm a decorrer um projeto na área da Promoção da Saúde. Quer explicar o alcance do mesmo e qual o objetivo?
D.S.A. – Tal como no descritivo do projeto, o objetivo mantém-se. Os cuidados de saúde assumem uma crescente importância no seio da nossa comunidade. Infelizmente, nem sempre a oferta disponível (e acessível à população) é capaz de suprir a procura. Para servir a comunidade local propomo-nos a requalificar uma sala não utilizada na sede da Associação dos Bombeiros Voluntários de Parede, tornando-a numa sala de apoio de enfermagem. Com o nosso apoio e da Humanize, construiremos o plano de funcionamento da sala, de forma a tornar este projeto sustentável.
N. – Para concretizar este projeto têm parcerias? Se sim, com quem?
D.S.A. – Para o projeto temos o inequívoco apoio: Bombeiros, Rotaract, Humanize, Rotary e Fundação Rotária Portuguesa. Para o evento de angariação de fundos, “Rock On Fire”, tivemos o apoio da comunidade local (papelarias, padarias, cafés) e de três instituições/empresas: Galp (ofereceu 2 grelhadores no valor de 400 euros, mais 6 garrafas de gás), Sagres (ofereceu as bebidas) e da União das Freguesias de Carcavelos e Parede (infraestruturas e palco). Gostaria também de sublinhar o apoio das bandas, “Nem 8 Nem 80” e os “BdoC”, que neste evento, para além de terem proporcionado o excelente espetáculo, forneceram todo o sistema de som, de luz e suporte técnico.
N. – Qual a reação da corporação de bombeiros ao inteirar-se do objetivo do clube em ajudar no apetrechamento da sala?
D.S.A. – A reação foi muito positiva. A prova disso foi a entrega do diploma de agradecimento pelo primeiro evento de apoio em grande dimensão. (Temos mais projetos em comum; como por exemplo a formação de primeiros socorros).
N. – Para ajudar à angariação está previstas novas iniciativas?
D.S.A.Para este ano rotário propomos fazer um novo evento para angariar mais fundos para este projeto (visto que ainda falta mais de 60% do valor total do mesmo).
N. – O clube tem dado especial atenção à área da Promoção da Saúde. Pensam continuar na mesma linha ou pensam em diversificar a vossa ação na comunidade?   
D.S.A – A intervenção na comunidade é um dos focos de atuação do Rotaract Club Parede-Carcavelos. Vamos continuar a dar resposta às necessidades da nossa comunidade, não só na saúde mas, em todas as outras áreas.