Jovens laureados no 8.º Concurso
de Canto Lírico actuam em Paris

A Casa do Brasil na Cidade Internacional Universitária de Paris acolhe no próximo dia 27 de Fevereiro, às 19h30, um espectáculo de canto e piano interpretado por Alexandra Bernardo (soprano) e Bernardo Marques (piano), vencedores, respectivamente, do 1.º Prémio e do Prémio Melhor Pianista Acompanhador do 8.º Concurso de Canto Lírico da Fundação Rotária Portuguesa (FRP).
O duo interpretará no espectáculo, obras de Mozart, Schumann e Strauss.

João Vasco Almeida e Eduardo Jordão actuam na mesma sala

Antes deste concerto está programado para a mesma sala, já na próxima sexta-feira, às 19h30, um outro espectáculo intitulado “Concert 20 fingers: de Mozart à Chico Buarque”, que será protagonizado pelos pianistas João Vasco Almeida e Eduardo Jordão.
Este duo a 4 mãos e 2 pianos estreou-se em 2007 na cidade irlandesa de Cork, no Festival “mEUsic Partnership”, e desde então tem-se apresentado em diversos palcos. O ritmo, a dança e o humor marcam o recital que tem recolheu reações entusiásticas do público de salas como o Centro Cultural de Belém, Centro Cultural de Cascais e temporadas de música como o Festival de Música dos Açores, Música das Praças (Metropolitana/EGEAC) ou “música.com” – Loulé. O concerto será preenchido com a interpretação de composições de Mozart, Schubert, Satie, Joseph Lamb, Scott Joplin, Julian Plaza, Piazzolla, Pixinguinha, Zequinha de Abreu e Chico Buarque
Segundo Medeiros Sousa, dinamizador do programa do Concurso de Canto Lírico da Fundação Rotária Portuguesa, o pianista João Vasco Almeida «tem apoiado graciosamente o Concurso de Canto Lírico da FRP, tendo desenhado os cartazes de todas as edições deste concurso».
Ainda segundo aquele responsável a «missão da FRP de apoiar esta área cultural em Portugal está a ser cumprida com grande êxito, o que é reconhecido e referido por importantes instituições nacionais e estrangeiras».

 

Quem é Alexandra Bernardo, soprano

Em 2005 iniciou a sua formação com Carla Baptista Alves. Em 2012, terminou com 20 valores o Curso de Canto na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo sob orientação de Joana Levy, interpretando os papéis de 2nd Woman em Dido & Aeneas, de H. Purcell, Frasquita em Carmen, de G. Bizet, Orfeo em Orphée de Gluck, Cinderella em Cinderella de P. M. Davies, Anita em West Side Story e Cunegonde em Candide, de L. Bernstein. A solo apresentou-se no Magnificat em Talha Dourada, de Eurico Carrapatoso, em 2007 no CCB (Centro Cultural de Belém), no Gloria, de Vivaldi, em 2008 na Aula Magna, Lisboa, com a Orquestra da EMNSC (Escola de Música Nossa Senhora do Cabo), no Requiem, de Duruflé, em 2010 na Igreja do Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa, e no CCB, em Maio de 2013, para uma homenagem ao escritor Carlos Queiroz. Em recital apresentou-se, em 2011, na Fundação Marquês de Pombal no Palácio dos Aciprestes, Linda-a-Velha e em 2013 no TNSC (Teatro Nacional de São Carlos). Os seus papéis operáticos incluem Pamina em Die Zauberflöte, de Mozart, Cunegonde em Candide, de Bernstein, Manon em Manon, de Massenet, Donna Anna em Don Giovanni, de Mozart, e Violetta em La Tarviata, de Verdi. Em masterclass trabalhou com Jill Feldman, João Lourenço, Nico Castel e Pierre Mak. Actualmente especializa-se em Ópera e Lied com Elena Nentwig.

Quem é Bernardo Marques (pianista acompanhador)

Nasceu em Lisboa em 1990. Começou a estudar piano a nível particular aos seis anos e um ano mais tarde ingressou na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo (EMNSC). Em 2004 entrou na classe de piano da professora Madalena Reis, terminando em 2009 o curso complementar de piano. Nesta escola estudou ATC (Análise e Técnicas de composição) e Música Contemporânea com Pedro Figueiredo, Música Antiga (cravo e baixo-contínuo) com João Paulo Janeiro e canto e ópera com Joana Levy. Em 2009, ingressou na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do professor Jorge Moyano, terminando em 2012 a licenciatura em Piano. Trabalhou em masterclasses com os professores Constantin Sandu, Fausto Neves, Francisco Sassetti, António Rosado, Pedro Burmester, Filipe Pinto-Ribeiro, Éric Faria, Christiane Karajev e Roberto Turrin. Em 2011, iniciou os seus estudos de direcção coral com Paulo Lourenço, e em 2012 os estudos de direcção orquestral com Henrique Piloto. Realizou o Curso Internacional de Música Vocal de Aveiro de 2012 em Direcção Coral com Paulo Lourenço, e o Estágio Internacional de Orquestra de Leiria de 2013 em Direcção Orquestral com Jean-Sébastien Béreau. Foi pianista correpetidor no Curso de Verão Vocalizze 2012, tendo também acompanhado a classe de canto e a classe de ópera da EMNSC, a classe de cordas da Escola de Música do Colégio Moderno e o Coro de Câmara da ESML. Venceu o primeiro prémio da Classe A do Concurso de Piano da EMNSC em 1999 e o segundo prémio da Classe D do Concurso Nacional de Piano de Ourém em 2006. Foi distinguido pela Associação Lyceum Clube Internacional de Lisboa com o prémio de melhor aluno da EMNSC do ano lectivo 2009-2010. Venceu recentemente o 14.º Concurso Internacional Cidade do Fundão, Nível Superior de Piano. Frequentou o Mestrado em Música na área de Piano na Escola Superior de Música de Lisboa com os professores Jorge Moyano e Miguel Henriques. Apresenta-se regularmente em público a solo, em formações diversas ou como maestro. É professor de Piano desde 2010 na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo (Espaço Arte) e desde 2013 na Escola de Música da Bafureira, tendo leccionado entre 2012 e 2013 na Escola de Música do Colégio Moderno.