Alexandra Bernardo venceu
8.º Concurso de Canto Lírico
da Fundação Rotária Portuguesa

Final teve lugar no Centro Cultural de Belém, em Lisboa

A jovem soprano Alexandra Bernardo foi a vencedora do 8.º Concurso de Canto Lírico da Fundação Rotária Portuguesa (FRP) cuja etapa final teve lugar, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, que pela segunda vez se associou ao concurso.
Em segundo lugar ficou Liliana Nogueira, também soprano e em terceiro, a soprano, Margarida Hipólito. De salientar que Alexandra Bernardo venceu ainda o Prémio do Público e Margarida Hipólito, o prémio para Prémio Melhor Interpretação – Canção de Compositor Português, enquanto Liliana Nogueira foi distinguida com o Prémio Melhor Interpretação – Canção de Compositor Estrangeiro.
O Prémio Melhor Pianista Acompanhador foi atribuído ao jovem, Bernardo Marques.
O concurso é organizado pela Fundação Rotária Portuguesa (Felizardo Cota), Fundação Centro Cultural de Belém (Cláudia Belchior), Rotary Club Lisboa Estrela (Medeiros Sousa), Rotary Club de Cascais (Horácio Brito), Rotary Club do Porto Foz (Cecília Sequeira), Rotary Club de Ponta Delgada (Maria Luísa Gomes de Meneses do Canto Tavares), Rotary Club de Angra do Heroísmo-CPM (Paulo Alexandre da Silva Araújo Caetano Ferreira), Escola de Música do Conservatório Nacional (José Brandão), Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (Rui Taveira), Conservatório Regional de Ponta Delgada (Carmen Subica) e Escola Básica e Secundária Tomás de Borba, Angra do Heroísmo (Dulce Andrade).
A organização disponibilizou o sítio www.concursocantofrp.com onde reuniu todas as informações e galeria com as edições anteriores do concurso.

Os prémios atribuídos

1.º Prémio – Alexandra Bernardo, soprano, Bolsa de Estudo Cidade de Lisboa;
2.º Prémio – Liliana Nogueira, soprano, Bolsa de Estudo Fundação Rotária Portuguesa;
3.º Prémio – Margarida Hipólito, soprano, Bolsa de Estudo Fundação Rotária Portuguesa;
Prémio Melhor Interpretação – Canção de Compositor Português – Margarida Hipólito, soprano, Bolsa de Estudo NUCASE;
Prémio Melhor Interpretação – Canção de Compositor Estrangeiro – Liliana Nogueira, soprano, Bolsa de Estudo Cascais Villa Shopping Center;
Prémio Melhor Pianista Acompanhador – Bernardo Marques, Bolsa de Estudo Rotary Club Porto Foz;
Prémio do Público – Alexandra Bernardo, soprano, Bolsa de Estudo Joaquim José de Sousa.

Quem é Alexandra Bernardo, soprano

Em 2005 iniciou a sua formação com Carla Baptista Alves. Em 2012, terminou com 20 valores o Curso de Canto na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo sob orientação de Joana Levy, interpretando os papéis de 2nd Woman em Dido & Aeneas, de H. Purcell, Frasquita em Carmen, de G. Bizet, Orfeo em Orphée de Gluck, Cinderella em Cinderella de P. M. Davies, Anita em West Side Story e Cunegonde em Candide, de L. Bernstein. A solo apresentou-se no Magnificat em Talha Dourada, de Eurico Carrapatoso, em 2007 no CCB, no Gloria, de Vivaldi, em 2008 na Aula Magna, Lisboa, com a Orquestra da EMNSC, no Requiem, de Duruflé, em 2010 na Igreja do Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa, e no CCB, em Maio de 2013, para uma homenagem ao escritor Carlos Queiroz. Em recital apresentou-se, em 2011, na Fundação Marquês de Pombal no Palácio dos Aciprestes, Linda-a-Velha e em 2013 no TNSC. Actualmente os seus papéis operáticos incluem Pamina em Die Zauberflöte, de Mozart, Cunegonde em Candide, de Bernstein, Manon em Manon, de Massenet, Donna Anna em Don Giovanni, de Mozart, e Violetta em La Tarviata, de Verdi. Em masterclass trabalhou com Jill Feldman, João Lourenço, Nico Castel e Pierre Mak. Actualmente especializa-se em Ópera e Lied com Elena Nentwig.

Quem é Bernardo Marques (pianista acompanhador)

Nasceu em Lisboa em 1990. Começou a estudar piano a nível particular aos seis anos e um ano mais tarde ingressou na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo (EMNSC). Em 2004 entrou na classe de piano da professora Madalena Reis, terminando em 2009 o curso complementar de piano. Nesta escola estudou ATC (Análise e Técnicas de composição) e Música Contemporânea com Pedro Figueiredo, Música Antiga (cravo e baixo-contínuo) com João Paulo Janeiro e canto e ópera com Joana Levy. Em 2009, ingressou na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do professor Jorge Moyano, terminando em 2012 a licenciatura em Piano. Trabalhou em masterclasses com os professores Constantin Sandu, Fausto Neves, Francisco Sassetti, António Rosado, Pedro Burmester, Filipe Pinto-Ribeiro, Éric Faria, Christiane Karajev e Roberto Turrin. Em 2011, iniciou os seus estudos de direcção coral com Paulo Lourenço, e em 2012 os estudos de direcção orquestral com Henrique Piloto. Realizou o Curso Internacional de Música Vocal de Aveiro de 2012 em Direcção Coral com Paulo Lourenço, e o Estágio Internacional de Orquestra de Leiria de 2013 em Direcção Orquestral com Jean-Sébastien Béreau. Foi pianista correpetidor no Curso de Verão Vocalizze 2012, tendo também acompanhado a classe de canto e a classe de ópera da EMNSC, a classe de cordas da Escola de Música do Colégio Moderno e o Coro de Câmara da ESML. Venceu o primeiro prémio da Classe A do Concurso de Piano da EMNSC em 1999 e o segundo prémio da Classe D do Concurso Nacional de Piano de Ourém em 2006. Foi distinguido pela Associação Lyceum Clube Internacional de Lisboa com o prémio de melhor aluno da EMNSC do ano lectivo 2009-2010. Venceu recentemente o 14.º Concurso Internacional Cidade do Fundão, Nível Superior de Piano. Actualmente encontra-se a frequentar o Mestrado em Música na área de Piano na Escola Superior de Música de Lisboa com os professores Jorge Moyano e Miguel Henriques. Apresenta-se regularmente em público a solo, em formações diversas ou como maestro. É professor de Piano desde 2010 na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo (Espaço Arte) e desde 2013 na Escola de Música da Bafureira, tendo leccionado entre 2012 e 2013 na Escola de Música do Colégio Moderno.