Rotary Club de Oliveira de Azeméis realiza todos os anos
um encontro em que reúne rotários, bolseiros e patrocinadores

Candidatura a projectos de apoio da Fundação Rotária Portuguesa

“Notícias” da Fundação Rotária Portuguesa (FRP) prossegue a divulgação de projectos enquadrados no âmbito do novo regulamento de candidatura a projectos de apoio da FRP. Neste sentido, falámos com Eduardo de Oliveira Costa, presidente da Comissão Novas Gerações e responsável por acompanhar a realização do projecto “Atribuição de 3 Bolsas de Estudo Ensino Superior” que está a ser implementado pelo Rotary Club de Oliveira de Azeméis. O projecto, tem por finalidade o apoio à renovação de três bolsas de estudo mais a atribuição de uma nova Bolsa de Estudo (todas dirigidas a estudantes do ensino superior). Os beneficiários são os jovens Tiago Miguel Almeida Aguiar, Rafaela Carvalho Fernandes, João Paulo Martins Rosa e Caroline Almeida Soares (nova bolseira). O projecto enquadra-se na ênfase “Alfabetização e Educação”.

Notícias – O Rotary Club de Oliveira de Azeméis desde a entrada em vigor do novo Regulamento de Candidatura a Projectos de Apoio à Fundação Rotária Portuguesa candidatou projectos que somam 10 bolsas de estudo. A Educação é a grande aposta do clube?
Eduardo de Oliveira Costa (E.O.C.) – Sim, podemos afirmar que a Educação é a grande aposta do clube. A juventude sempre foi acarinhada pelo clube desde a sua fundação. Contudo nos últimos 15 anos com o apoio da FRP passamos a ter uma maior dedicação aos jovens estudantes, sejam carenciados e/ou por mérito. Antes do novo Regulamento de Candidatura a Projectos de Apoio da FRP, tivemos já largas dezenas de alunos com bolsas de estudo patrocinadas (particulares e empresas) e também da própria Fundação. Atribuímos ainda anualmente aos melhores alunos de cada uma das Escolas do concelho no 9.º ano, 12.º ano e Ensino Superior (licenciatura) o Prémio de Mérito Escolar.
N. – Actualmente têm a decorrer um projecto na área da Alfabetização/Educação (4 bolsas de estudo). É um projecto de continuidade?
E.O.C. – Procuramos que estes projectos sejam sempre de continuidade. Todos os jovens estudantes que acederam no passado a bolsa por nosso intermédio tiveram apoio sucessivamente até concluírem as suas formaturas, mesmo que para isso seja necessário encontrar patrocinadores substitutos. Ressalvamos os raros casos de desistência por falta de aproveitamento académico.
N. – Para concretizar este projecto têm parcerias?
E.O.C. – Os projectos na área da Alfabetização/Educação financiados com recurso a Candidaturas de Apoio aos clubes pela FRP têm uma comparticipação subsidiada de 40%. O restante tem sido angariado pelo clube com recurso a parcerias com pessoas singulares e/ou de empresas. Também a nossa Casa da Amizade tem dado uma ajuda preciosa, o mesmo acontecendo individualmente por alguns companheiros do clube. Não tendo o clube fundos próprios só dessa forma é possível avançar com projectos de apoio.
N. – Como está a decorrer este projecto que visa ajudar nos estudos 4 jovens estudantes?
E.O.C. – A selecção dos estudantes é feita de modo a não termos surpresas negativas. Serem carenciados e terem potencial escolar é uma garantia de sucesso do projecto e por isso é sem surpresa que os objectivos estão a ser atingidos.
N. – Qual a reação das famílias a este apoio dirigido a ajudar a vida académica dos jovens?
E.O.C. – Para quem precisa qualquer apoio é bem-vindo. Os corações dos familiares enchem-se de alegria, visível nos seus rostos sempre que se lhes dá conhecimento de que os filhos vão ser apoiados. Durante o período do apoio é frequente manifestarem a sua gratidão, aceitando facilmente os conselhos que os membros do clube que lideram o processo lhes dão, tendo em vista melhorarem as condições para que os jovens apoiados possam tirar partido do apoio que lhes é posto à disposição. O clube realiza anualmente um encontro com todos os parceiros (rotários, bolseiros e patrocinadores), extensivo aos familiares e que tem constituído uma grande festa de solidificação deste projecto.
N. – A área da Alfabetização/Educação e a do Combate à Fome e à Pobreza são duas áreas a que o clube tem dado especial atenção. Pensam diversificar a vossa acção na comunidade?   
E.O.C. – Para além das Bolsas de Estudo, aproveitamos a oportunidade do programa para projectos no âmbito da pobreza como a “Casa da Mónica”. Uma jovem bolseira que sofrendo de uma doença paralisante como a “hiparésia” tem tido a coragem e a inteligência, para vencer sucessivas etapas e frequentar actualmente o último ano da sua licenciatura em Psicologia pela Universidade do Porto. Temos também projectos nas áreas da saúde, da cultura e das artes para os quais possivelmente iremos apresentar candidaturas de apoio.