Assembleia de Representantes da FRP aprovou
por maioria a aquisição de novos imóveis

A Assembleia de Representantes da Fundação Rotária Portuguesa (FRP) realizada, no passado fim-de-semana, no Hotel D. Luís, em Coimbra, aprovou por maioria a aquisição de fracções no Edifício Coimbra, na Rua de João Machado, n.º 100, edifício onde funcionam os serviços da fundação.
A reunião contou com a presença de cerca de 40 rotários, 24 dos quais na qualidade de Representantes dos respectivos clubes, ou seus substitutos, para tal devidamente credenciados: 8 do Distrito 1960 e 16 do Distrito 1970, e realizou-se sob a presidência de Miguel Real Mendes, governador do distrito rotário1960, que esteve acompanhado, na mesa, por José Ribeiro Ferreira, que secretariou os trabalhos, Manuel Cardona presidente do Conselho Superior/Curadores; António Vaz, governador do distrito rotário 1970 e Teresa Mayer, presidente do Conselho de Administração da FRP. O protocolo esteve a cargo de Armindo Carolino, vice-presidente do CA da FRP.
Da agenda de trabalhos constava a leitura, discussão e votação da acta da sessão anterior e a aquisição de imóveis, nomeadamente um imóvel localizado na Praça da República, n.º 20 e a aquisição das fracções CE (sala 302 do 3.º andar do Edifício Coimbra, na Rua João Machado n.º 100, contígua às actuais salas que constituem a sede da fundação) e as fracções AA, X e Z, relativas a três lugares de estacionamento sitos na subcave do mesmo edifício.
Quanto ao primeiro imóvel, Miguel Mendes, anunciou que o mesmo havia sido vendido dias antes, pelo que ficava sem efeito a discussão a seu respeito.
Quanto às restantes fracções, após análise e apresentação de pontos de vista, quer no que toca ao valor mínimo de compra anunciado e que tem por base de licitação 70 mil euros; quer no que respeita ao destino a dar à sala 302, a votação final dos representantes presentes aprovou por maioria – 15 votos a favor – a aquisição das fracções do Edifício Coimbra, pelo preço mais compatível. Registou-se ainda 5 votos contra e 4 abstenções.
A assembleia aprovou ainda por unanimidade proposta do rotário Alcides José de Sá Esteves, do Rotary Club de Estarreja e vogal da FRP, que propôs que a Assembleia concedesse à Mesa, a elaboração da acta, em minuta, com vista à aquisição do imóvel.