Encaminhe 0,5% do imposto de IRS para a FRP

Incentive familiares e amigos a investir num projecto social

Com a possibilidade facultada pela Lei n.º 16/2001, artigo 32.º n.º 6 é possível “encaminhar” uma parte do IRS (0,5%) a uma Instituição Particular de Solidariedade Social à escolha do contribuinte.
A Fundação Rotária Portuguesa (FRP) é uma das instituições à qual pode ser “encaminhado” uma parte do IRS. Nos últimos anos – 2006, 2007, 2008, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015 –, foram inscritos a favor da instituição 228.715, 99 euros, valor entregue pelo Ministério das Finanças e que é transformado em apoios a jovens estudantes carenciados.
Recorde-se que no exercício referente a 2012, e devido à iniciativa e divulgação dos rotários, o Ministério das Finanças inscreveu a favor da FRP, 38.908,47,00 euros, o maior valor registado até hoje. Em 2006, o valor recebido foi de 17.589,00 euros; 2007, 10.583,73 euros; 2008, 15.203,36 euros; 2010, 38.565, 00; 2011, 18.491,97 euros; 2012, 38.908,47 euros; 2013, 36.966,64 euros; 2014, 84,59 euros (regularização 2010) e no mesmo ano, 27.019,32 euros e 2015, 25.303,91 euros.
A verba recebida poderá ter uma maior expressão se esta possibilidade que a Lei faculta for divulgada e utilizada por um ainda maior número de rotários e não rotários.
Para isso basta que dentro do movimento se impulsione esta acção e a mesma seja sugerida a familiares e amigos que passem a mensagem a outros amigos formando assim uma cadeia solidária a favor da obra da FRP.
Para isso bastará que preencha no anexo H o quadro nove, assinalando com um “X” a sua intenção e inscrever no modelo de declaração o NIPC (Número de Identificação de Pessoa Colectiva):  501129081, conforme o exemplo que se segue:

  • Por isso não se esqueça, divulgue esta acção junto dos seus familiares e amigos.
    Seja Solidário. Apoie a obra social da Fundação Rotária Portuguesa.