Teresa Mayer participou em encontros dirigidos a bolseiros e deu a conhecer a FRP

Reunião no Rotary Club da Moita

A presidente do Conselho de Administração da Fundação Rotária Portuguesa (FRP), Teresa Mayer participou, recentemente, em duas reuniões promovidas pelo Rotary Club da Moita, presidido este ano rotário por António Jorge Duarte Pinto Ângelo. Os encontros foram dedicados aos bolseiros que o clube tem acompanhado nos últimos anos e o objectivo foi dar a conhecer a Fundação Rotária Portuguesa e ouvir as experiências de vida, percurso académico e aspirações dos jovens.

Conhecer melhor os bolseiros

Estas iniciativas do Rotary Club da Moita, que contaram com a presença de Teresa Mayer em representação da FRP, constituíram oportunidade para que os elementos do clube rotário, que tem um historial na atribuição de bolsas de estudo, ficassem a conhecer melhor os jovens que estão a ser apoiados e, ao mesmo tempo, que estes alunos fiquem também a conhecer a estrutura que os apoia.
Nas duas reuniões, a presidente da FRP referiu que «ao longo de 56 anos, a fundação já concedeu 11.789 bolsas, umas próprias, outras em parceria, sendo que, no total, só em educação, a fundação doou, nos últimos quatro anos, 174.440 mil euros. Tem sido um esforço muito grande da nossa parte, mas muito maior, neste caso, para o Rotary Club da Moita e para os seus membros. O trabalho está fundamentalmente nos clubes».
Aos estudantes Teresa Mayer, deixou uma mensagem: «Sabemos que a bolsa não é de grande valor, mas sabemos que faz a diferença. Esperamos que a aproveitem o melhor que puderem e se tornem uns alunos diferentes, com capacidade para apoiar os outros. A partir do momento em que vocês têm quem se preocupe convosco, também têm a obrigação de se preocupar com quem está ao vosso lado. Pensem como podem retribuir o apoio e a preocupação que os rotários têm na vossa educação, seja com projectos de cidadania, explicações, voluntariado».

Os testemunhos dos estudantes enriquece e dá motivação

António Pinto Ângelo, presidente do Rotary Club da Moita, sublinhou «a importância que o clube tem para a comunidade onde está inserido, ao prestar este serviço» e «agradeceu o testemunho importante deixado pelos alunos, que nos enriquece a todos e dá-nos motivação». Actualmente, o Rotary Club da Moita tem atribuídas dez bolsas de estudo a alunos do concelho da Moita que frequentam o ensino secundário (Escola Secundária da Moita e Escola Secundária da Baixa da Banheira), profissional (Escola Técnica Profissional da Moita) e superior (vários), comparticipadas por: Imporquímica, Amal, Jaime Costa, Raúl Coelho, Paulo Batista, José Afonso da Cruz Costa, Farmácia Nunes, João Candeias, Metalúrgica Central de Alhos Vedros e Labocentro S.A..

Raríssimas doa bolsa no ano 2015/2016

Na última reunião do clube realizada na Casa dos Marcos, na Moita, Paula Brito e Costa, presidente da Raríssimas e membro do Rotary Club da Moita, anunciou que a associação também doará uma bolsa a um aluno do concelho da Moita, no próximo ano lectivo. «A Raríssimas tem e terá, para o resto da sua vida, uma dívida de gratidão para com o Rotary Club da Moita. Esta casa começou com o apoio do clube, que intercedeu, junto da Câmara Municipal, para que a associação tenha recebido o terreno. Tem também uma dívida de gratidão para com a comunidade e, como tal, a Raríssimas decidiu atribuir uma bolsa de estudo, como forma de devolver à sociedade todo o bem que a sociedade deu à Raríssimas», afirmou Paula Brito e Costa.


Testemunhos de bolseiros do clube:

«A bolsa tem sido uma grande ajuda na escola e tratei também da minha saúde oral que estava péssima. Além da ajuda monetária este apoio que nos dão incentiva-nos a ter boas notas. Valorizo bastante este apoio, se não fosse esta ajuda já teria desistido».
Andreia Madeira, aluna do ensino superior, Fisioterapia

«Graças a vós completei o primeiro ano da universidade. Obrigado por tudo e um dia espero conseguir fazer algo tão digno como vocês fazem».
Rafael, aluno do ensino superior, Enfermagem

«A bolsa foi sempre um incentivo ao longo do percurso escolar. É sempre bom sermos reconhecidos pelo que fazemos, sem ser só por parte da família».
Beatriz, aluna do ensino secundário

«Tenho muito orgulho em ter o apoio desta grande família que é Rotary. Têm-me dado a capacidade de sonhar».
Tatiana, aluna do ensino secundário

«Fiquei muito orgulhosa por ter sido escolhida. Além da questão financeira, a atribuição da bolsa é também importante porque nos faz querer ser melhores. Dá-nos motivação».
Liliana, aluna do ensino secundário

 

RC da Moita apoia com 10 bolsas, outros tantos alunos residentes no concelho:

2009/2010 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2013/2014
5000€ 5000€ 5250€ 6000€ 5750€