Gala de Ópera – Laureados do Concurso
de Canto Lírico da FRP é dia 10 de Maio no CCB

Clique aqui para ver programa de sala

A Gala de Ópera – Laureados do Concurso de Canto Lírico da Fundação Rotária Portuguesa (FRP) realiza-se no próximo dia 10 de Maio, às 17h00, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. Os bilhetes, além dos locais habituais estão disponíveis no Centro Cultural de Belém (CCB) que se associa ao espectáculo e disponibilizou o endereço [https://www.ccb.pt/Default/pt/Programacao/Musica?a=163] onde é possível adquirir on-line ingressos, mas também ter uma sinopse do concerto.
A propósito do espectáculo haverá no próximo domingo, dia 3 de Maio, um leilão de bilhetes organizado pelo CCB, onde o público, já conhecedor deste tipo de iniciativa, poderá adquirir na bilheteira do CCB ingressos com  descontos que podem ir até 30%.

Cantores e programa de sala de craveira internacional

Em palco estarão Bárbara Barradas (soprano), Marina Pacheco (soprano), Cátia Moreso (meio-soprano) e João Terleira (tenor), todos laureados do Concurso de Canto Lírico da FRP, cantores com provas dadas não só nos concursos em que participaram, mas também pelo percurso de craveira internacional que estão a trilhar.
Os jovens cantores serão acompanhados pela Orquestra Clássica do Sul, sob direcção musical do maestro Rui Pinheiro.
O espectáculo tem uma componente solidária pois visa a angariação de fundos que ajudem à realização do 9.º Concurso de Canto Lírico da FRP em 2016, e está aberto não só a rotários, bem como à sociedade em geral.
O programa do espectáculo abre com “Le Nozze Di Figaro”, de Wolfgang Amadeus Mozart. Ainda na primeira parte serão interpretadas obras de W. A. Mozart, Così Fan Tutte (Acto I, n.º 17), Un'aura amorosa (Ferrando), por João Terleira; de Vincenzo Bellini, LA Sonnambula (Acto II, cena 2), Ah! non credea mirarti ... (Ah! non giunge)   (Amina), por Bárbara Barradas; de Gaetano Donizetti, L’elisir D’amore (Acto I, cena 7), Recitativo e Cena: Caro Elisir! sei mio!... Esulti pur la barbara (Nemorino, Adina), por João Terleira e Marina Pacheco e de Vincenzo Bellini Norma (Acto II, cena 3), Deh! con te, con te li prendi...  Mira, o Norma... Si, fino all’ore (Norma, Adalgisa), com Bárbara Barradas e Cátia Moreso.
A segunda parte abre com Gioachino Rossini, L’italiana in Algeri. Segue-se de Ambroise Thomas, Mignon (Acto II, cena 2), Je suis Titania (Philine), por Marina Pacheco; de Léo Delibes, Lakmé (Acto I, n.º 5), Recitativo e Dueto: Viens, Malikka... Sous le dôme épais (Lakmé, Malikka), por Bárbara Barradas e Cátia Moreso; de Franz Léhar, Die Lustige Witwe (Acto III, n.º 15), Lippen schweigen (Hanna, Danilo), por Marina Pacheco e João Terleira; de Georges Bizet, Carmen (Acto II, n.º 5), Chanson bohème: Les tringles des sistres tintaient (Carmen), por Cátia Moreso e W. A. Mozart 
Der Schauspieldirektor, Ich bin die Erste Sängerin (Madame Herz, Mademoiselle Sielberklang, Monsieur Vogelsang), por Bárbara Barradas, Marina Pacheco e João Terleira.

Canto Lírico da FRP começou em 2007

Teresa Mayer, presidente do Conselho de Administração da Fundação Rotária Portuguesa o Concurso, refere na nota de abertura do programa de sala que o Canto Lírico integra a acção cultural da instituição e é promovido desde 2007, com a «colaboração da Escola de Música do Conservatório Nacional». Esta iniciativa já conta «oito edições nacionais, com provas realizadas em diversas cidades do País, e duas edições internacionais. Este Concurso é promovido com o objectivo de incentivar o aperfeiçoamento artístico de jovens cantores portugueses, para quem a necessidade cruzamento de experiências artísticas, conduz, em determinados momentos do seu percurso, à frequência de estágios de formação, mais ou menos prolongados, no país e no estrangeiro. Servindo este intuito, os Prémios a concurso, são constituídos sob a forma de Bolsas de Estudo».
«Completadas oito edições nacionais do Concurso, esta é a 2.ª Gala de Ópera promovida pela equipa organizadora, que reúne quatro cantores laureados ao longo dos vários anos, e que hoje prosseguem carreiras florescentes a nível internacional, facto que constitui motivo de enorme satisfação. Realizada em coprodução com o Centro Cultural de Belém, instituição que habitualmente acolhe a Prova Final do Concurso, a esta Gala de Ópera se associou, em boa hora, a Orquestra Clássica do Sul, parceria muito estimável a quem a FRP endereça um especial agradecimento, esperando poder daqui estabelecer pontes para o futuro», sublinha a responsável da FRP.

Preços:
1.ª Plateia: 17,50 euros
2.ª Plateia: 16 euros
Mobilidade Condicionada: 12,50 euros
Laterais: 12 euros
Camarotes Centrais: 17,50 euros
Camarotes Laterais: 16 euros
1.º Balcão: 12,50 euros
Balcão Lateral: 10 euros
2.º Balcão: 7,50 euros
Galerias: 5 euros